Elaboração de orçamento no ORSE

Uma etapa muito importante para o planejamento de uma obra é o orçamento. Este consiste na previsão de custos, de materiais, de mão de obra e de serviços necessários para a execução de um empreendimento.

Com o orçamento em mãos, é possível analisar de forma mais coerente a viabilidade e o planejamento da obra, além de permitir um maior controle do que está sendo gasto e auxiliar nas tomadas de decisões. 

Hoje, em especial, falaremos sobre o Sistema de Orçamento de Obras de Sergipe (ORSE).


O ORSE é um software desenvolvido e mantido pela Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas de Sergipe (CEHOP) no qual são encontrados inúmeros insumos e composições de preços unitários. Nesse sistema é possível criar planilhas orçamentárias envolvendo tanto os custos quanto os encargos e o BDI (Benefício de Despesas Indiretas), além do cronograma físico-financeiro de uma obra.

Como elaborar um orçamento

Algumas etapas são fundamentais para gerar o  orçamento de obras, abrangendo desde o cadastro do empreendimento até a geração dos relatórios finais, conforme ilustra o fluxograma abaixo.

Criando o empreendimento

Ao clicar no menu “Orçamento” e, em seguida, no item “Empreendimento” é possível fazer o cadastro do empreendimento cujo orçamento será elaborado.

Na janela Empreendimento, como mostra a imagem a seguir, serão preenchidos os dados referentes ao empreendimento, obrigatoriamente aqueles sinalizados com asterisco (*). 

Quanto ao Tipo de Encargo Horista/Mensalista, ele pode ser Calculado ou Arbitrado. Este significa dizer que o percentual dos Encargos Horista e Mensalista serão definidos pelo orçamentista; aquele, por sua vez, indica que esse mesmo percentual será calculado pelo próprio ORSE. 

Da mesma maneira pode ser escolhido o tipo do BDI. Pode ser informado um valor arbitrado pelo responsável ou pode ser utilizada a planilha de cálculo do ORSE.

Criando a obra

A próxima etapa é criar a obra, que pode ser mais de uma, de acordo com o detalhamento do orçamento do empreendimento. 

Na janela Empreendimento, ilustrada logo acima, clica-se no ícone indicado na figura abaixo para criar uma obra.

Na nova janela, são preenchidas apenas as lacunas indicadas por asteriscos (*) e a área construída (caso não seja conhecida, pode ser colocado qualquer valor, inclusive 0,00). Após o cadastro da obra, ela deve ser salva!

Com a obra salva, a aba “Navegar” pode ser utilizada para acessar rapidamente todas as partes da sua planilha, como pode ser visto:

Inserindo serviços

Criado o empreendimento e sua(s) respectiva(s) obra(s), segue com a criação da planilha orçamentária. Para começar o preenchimento da planilha, basta clicar na obra desejada.

Os próximos passos estão apresentados no vídeo a seguir, o qual mostra como inserir o Serviço/Insumo e sua respectiva quantidade de acordo com a unidade de medida. 

Outra forma de colocar o serviço/insumo é digitando, diretamente na planilha, a Fonte (ORSE, SINAPI, fonte própria) e o código do Serviço/Insumo.

Conforme for adicionando os serviços, sempre salve seu orçamento regularmente! Assim, evitam-se possíveis perdas de dados.

Verificando BDI

Um componente essencial para determinar o preço da obra é o cálculo do BDI. Esta taxa é representada por um percentual que incide sobre os custos da obra, englobando outros custos que não estão diretamente relacionados à obra. Estes fatores são:

  • Administração Central
  • Seguro e Garantia
  • Risco da obra
  • Despesas Financeiras
  • Lucro

Para as obras públicas, esses fatores têm seus limites determinados pelo Acórdão nº 2.622/2013 do Tribunal de Contas da União, do qual o ORSE retira os valores médios de cada um dos fatores.

A imagem a seguir ilustra a planilha de BDI utilizada no orçamento, na qual os valores podem ser editados. Essa planilha é acessada através da aba Navegar, que foi mostrada lá em cima. Além disso, o ORSE já inclui os impostos relacionados às obras: PIS, COFINS e ISS. Este último, por ser municipal, deve ser conferido de acordo com as leis municipais!

Verificando os encargos sociais

A cada atualização da base de dados do ORSE, os encargos sociais já são alterados para os valores mais recentes. Porém, é importante conferir se há novas alterações – encontradas no site da Caixa.

As planilhas tanto para empregados horistas como para mensalistas podem ser facilmente alteradas, visto que o ORSE já fornece cada encargo separadamente e o cálculo é realizado de maneira automática.

Gerando relatórios

Por fim, podem ser gerados os relatórios a fim de apresentá-los, de forma detalhada, a órgãos de interesse e clientes diversos. 

Para isso, clica-se na aba “Relatórios” e, em seguida, “Relatórios do Empreendimento”. 

Ao abrir a janela de Relatórios do Empreendimento, faz-se necessário pesquisar o empreendimento criado ou até mesmo inserir o seu código. A geração de relatórios pode ser do empreendimento como um todo ou apenas da obra.


Orçar obra é uma atividade complexa, mas extremamente importante para a viabilidade econômica do empreendimento. Por isso, o engenheiro orçamentista deve ter atenção durante a elaboração da planilha orçamentária e revisá-la diversas vezes! Além disso, cada obra é uma obra e não há modelos fixos de orçamentos.

4 comentários sobre “Elaboração de orçamento no ORSE

  1. Já trabalhei com o orse, há muito tempo , hoje trabalho na aged , la não tem qualquer programa, como estou trabalho de casa queria baixar o orse. Mas acho que hoje o programa deve ter crescido e deve estar muito bom.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.